domingo, 31 de julho de 2011

Domingão! :D

Contato

Tenho recebido alguns pedidos de como obter contato comigo, portanto, estou deixando meu email aqui para vocês.
Terei o maior prazer em responder a todos que me escreverem!
Meu facebook é com esse mesmo e-mail e com meu nome completo!

Beijão e bom final de Domingo para todos!

carolina.floresq@hotmail.com
Carolina Flores Quintanilha

domingo, 24 de julho de 2011

Trecho do filme - Dúvida (Doubt)

" Quero lhes contar uma história :
Um navio de carga afundou uma noite.
Pegou fogo e afundou.
E apenas um marinheiro sobreviveu.
Ele encontrou um salva-vidas, montou uma vela e sendo de disciplina náutica, voltou os seus olhos para os céus e leu as estrelas.
Ajustou a rota para casa e exausto, adormeceu.
Nuvéns apareceram.
E nas vinte noites seguintes ele já não conseguia ver as estrelas.
Ele pensava estar na rota certa, mas não havia maneira de ter certeza.
E enquanto os dias passavam e o marinheiro definhava, ele começou a ter dúvidas.
Será que tinha ajustado bem a rota?
Estaria indo na direção da sua casa?
Ou estava horrivelmente perdido e condenado a uma morte terrível?
Não havia maneira de saber.
A mensagem das constelações, será que a tinha imaginado devido à sua circunstância desesperante?
Ou terá ele visto a verdade uma vez e agora teria que se agarrar a ela, sem mais nada que o assegurasse?
Há alguns de vocês hoje que conhecem exatamente a crise de fé que descrevi.
E eu quero lhes dizer que: A dúvida pode ser uma ligação tão poderosa e sustentável como a certeza.
Quando estão perdidos, vocês não estão sozinhos. "

Trecho do filme - Dúvida (Doubt)

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Filme Legião ( Legion) - Conversa entre Arcanjo Miguel e Jeep ( Michael and Jeep)



Cena de um filme com um enredo muito polêmico, porém com uma mensagem marcante no final.
Recomendo o filme a todos, porém, aconselho que assistam com olhos críticos, tomando para si apenas o que lhes forem necessário ;)

Filme : Legião ( Legion)




Jeep: Bem, como é que você ainda tem fé? Quero dizer, parece que tudo que eu tenho fé, dá em nada, e me causa ainda mais problemas.

Arcanjo Miguel: Quando Deus escolheu o seu povo como o objeto do seu amor, eu fui o primeiro, em todo o céu, a se curvar diante de vocês.
Meu amor...
Minha esperança pela humanidade...
Não foram menores do que os dele (de Deus).
Mas eu vi vocês atropelarem esse presente.
Eu assisti vocês matarem uns aos outros por causa de raça e ganância.
Assisti vocês travarem guerras sobre poeira e escombros, por causa de palavras em livros antigos.
No entanto, no meio de toda esta escuridão eu vejo algumas pessoas que não desistiram.
E eu vejo algumas pessoas que não vão desistir mesmo quando tudo parece perdido.
Algumas pessoas que percebem que estar perdido é tão perto de ser encontrado.
E eu vejo você, Jeep.
Quinze anos de idade, sua mãe vai embora.
Seu pai se retira do mundo.
E você passa os próximos cinco anos de vida ajudando seu pai a encontrar a si mesmo.
Você ama uma mulher que carrega o filho de outro e mesmo assim você a ama sem pensar em si mesmo, pois você sabe que ela nunca poderá te amar do jeito que você a ama.
Você Jeep.
Você é a razão pela qual eu ainda tenho fé.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Obrigada!

Mais de 10.000 visitas
OBRIGADA!
Eu amo todos vocês, queridos irmãos.


Isso também passa

Aceite.
Aceite sua vida.
Aceite os acontecimentos.
E aceite, acima de tudo, seus sentimentos.
Deixar passar pode ser a solução.
Entregue-se à paz desta confiança.
Confiança de que independente do que esteja acontecendo com você, uma hora vai passar.
Uma hora vai melhorar.
A qualquer hora algo bom vai acontecer e mudar a sua visão.
Muitas vezes nos acontecem situações que não conseguimos compreender.
Não compreenda, por hora, então.
Aceite que agora você está triste, com raiva, revoltado ou seja lá o que for.
Seria melhor se sempre conseguíssemos ver que tudo é para o nosso bem?
Sim, seria.
Mas às vezes não conseguimos.
E não há problemas nisso.
Aceite que você não é perfeito e às vezes não consegue, às vezes perde, às vezes erra.
Pare de tentar mudar tudo, pare de tentar mudar as situações, mudar não é sempre a solução.
Talvez você apenas precise aprender que não é perfeito.
Mas que na sua imperfeição, você é EXCEPCIONAL!
Carolina Flores Quitanilha

segunda-feira, 18 de julho de 2011

SE É BOM, É MEU - Calunga - Gasparetto


SE É BOM, É MEU
Calunga
Tudo é muito simples na vida. É o que é. Vocês ficam querendo mudar as
coisas, mas não tem nada que mudar e, sim, que deixar a vida correr. Há
algum tempo, aprendi uma coisa muito importante. Digo assim:
- É bom, é meu. Não é bom, não é meu.
- Ah, estou sentindo uma tristeza.
- Não é bom? Então, não é meu. Deve ser de alguém, de alguma entidade, pois
eu não gosto de tristeza. Eu sou alegre.
- Ah, tenho carência afetiva.
- Eu não tenho carência de nada. Deve ser de alguém. Não é meu. Sai daqui
demônio. Não quero isso.
- Ah, tenho pensamento ruim.
- Eu não estou pensando nada ruim. Deve ser de alguém e as minhas antenas
captaram. Já sei que é dos outros.
- Assim, vou aprendendo a separar as coisas.
Cada um tem o direito de ver a vida como quer. Se a pessoa gosta de se
queixar, de falar mal dos outros, de achar tudo ruim na vida, de meter o pau
na sociedade, ela tem o que ela quer. Eu não entro nisso. Para mim, está
tudo bom. Morreu? Morreu, enterrou. Foi embora? Ah, foi embora. Caiu? Quem
cai levanta e vai andando. É tudo muito simples. Eu não vou amolar a minha
vida com essas bobagens.
Vocês ficam atrás da vida dos parentes. O que tem de gente pamonha! Todos
perturbados, complicados e doentes por causa dos outros. Vocês se infernizam
por causa dos outros. Mas é tão bom ser simples. Ah, deixa falar. Eu faço as
coisas do meu jeito. Eu quero muito aproveitar a minha vida. Está tudo bom,
porque, se é ruim, não é meu. Ruim é dos outros. Bom é meu.
- Você acha, Calunga, que agora vou ser uma pessoa irresponsável, que vai
deixar todos os problemas de lado?
Uai, não dá para resolver mesmo! Por que você fica se amolando com isso?
Caiu, levanta. Aí, já resolveu. Se não dá para resolver é porque não é meu.
Você já tentou mudar? Se fosse seu, você já teria mudado. O que é da gente,
muda fácil, se quiser mesmo. Faça o teste. Jogue fora. Se melhorou, é porque
não era seu. Não fique pelejando com as coisas.
Aproveite a vida. Tem tanta coisa para fazer: construir, viajar, passear.
Quanta coisa boa! Uma boa prosa. Quantos livros para aprender de tudo. Que
vida rica! Não vejo a hora de reencarnar de novo. Quando chegar a minha hora
eu vou correndo para tudo o que eu tenho direito. Se você tiver algum
problema, então negue:
- Eu não tenho problema. Isso deve ser de alguém.
- Calunga, estou preocupado com o desemprego.
A falta de emprego é devido a crença na falta. Se você achar que não tem
problema nenhum, ele desaparece, porque o problema é criado pela nossa mente
Então diga:
- Eu não estou muito bem aqui. As coisas estão indo.
- Mas eu não estou seguro.
Se foi Deus quem enfiou você nessa encrenca, então é Ele que vai resolver.
Por que você não senta na almofada e relaxa? Diga
- Eu estou bem. Não vou me aborrecer. Vou aproveitar o que eu tenho. Não vou
me abalar, porque o abalo perturba as energias criadoras que estão
realizando o meu futuro.
A insegurança estabelece uma fragilidade no poder de reação divina em nossas
vidas. A vida flui segundo a nossa confiança, e não conforme a nossa
desconfiança. As energias divinas realizadoras que promovem a nossa vida,
nosso conforto, as oportunidades de crescimento, de aprendizagem, de
desenvolvimento dos potenciais precisam, para funcionar, que nós em nosso
arbítrio, venhamos a optar pela nossa segurança. Portanto, fique seguro.
- Mas como eu posso estar seguro com esses problemas na minha casa? É isso
que falta, é aquilo… Estou preocupado com a minha irmã e vou falar com o
Calunga.
- Está vendo como você procura problema? Ela não tem boca? Então, não
precisa da sua boca para falar. Quem tem que querer ficar boa é a própria
pessoa. O que você tem com isso? É preciso ser esperto, astuto com as
pessoas que querem usar e manipular a gente para fazer de gato e sapato.
Separou? Que se vire. Ou, então, não separe.
Se você visse como tudo é tão fácil! Nada neste mundo é difícil. Eu sei que
isso é um escândalo. Mas é a pura verdade. É você que está aí hipnotizado e
não percebe. Vêm as correntes contrárias, negue:
- Isso não é comigo, não.
Vem um pensamento negativo diga:
- Se é ruim, não é meu.
Só o bom é meu. Só tem valor o que é bom. Só tem importância o que é bom.
Tudo o que é bom é meu. Está escolhido. Eu sou bom, sou perfeito. Só tem
coisa bonita na vida. O que é feio, eu nem olho.
Eu sou assim, não vou atrasar a minha evolução, deixar de aproveitar a minha
vida por causa dos outros. Quem quiser pegar a rabeira, que pegue. Quem
quiser ficar para trás, que fique. O mundo está muito carente de gente
despachada, de gente positiva, que não fica chorando e se lamentando com
piedade disso, piedade daquilo, mas de gente que está fazendo acontecer, que
está criando trabalho para os outros, gente que vai tocando para a frente,
porque enquanto está mantendo a firmeza, está mantendo as oportunidades.
Gente assim cresce e abre a porta para muitas outras. Agora, vocês que param
no meio do caminho, na lamentação, e vêem problema em tudo, são uns pesos.
Com o pretexto de ajudar, deixam de produzir em benefício da coletividade.
Então, é melhor mesmo a pessoa despachada. Essa cresce, é próspera e vai em
frente, porque não vê problema nenhum.
Calunga canalizado por Gasparetto no livro “Um dedinho de Prosa” p. 145-148

sábado, 16 de julho de 2011

Momentos de evolução


Eu não entendo tudo o que me acontece e também não quero entender.
A vida é um delicioso mistério, e o pouco que desvendo já é motivo para comemoração.
Mesmo que em alguns momentos eu não consiga ver, eu tento sempre manter a certeza de que tudo o que me acontece é para o meu bem.
E mesmo que às vezes algumas de minhas atitudes me tragam situações desagradáveis, essas mesmas situações são as que estão me ensinando a não repeti-las.
E eu não vou me importar de passar 50 vezes por uma mesma ponte quebradiça, se eu tiver a certeza, que tenho, de que cada vez pode ser a última.
Mas uma certeza eu tenho! Estou em processo evolutivo. Isso quer dizer que mesmo que eu ainda não tenha conseguido chegar onde quero, estou cada vez mais perto, porque a vida nunca anda para trás.
Agradeço então pela força que adquiri, pelas melhoras que já consegui e pela eterna chance de vitória.
Eu tenho a força do amor caminhando ao meu lado, e esta, eu tenho certeza que nunca me deixará desistir.
Carolina Flores Quintanilha.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Paulo Coelho

“O homem não nasce, e também nunca morre. Tendo vindo a existir, jamais deixará de fazê-lo, porque é eterno e permanente”.
“Assim como um homem descarta as roupas usadas e passa a usar roupas novas, a alma descarta o corpo velho e assume o corpo novo”.
“Mas a alma é indestrutível; espadas não podem cortá-la, o fogo não a queima, a água não a molha, o vento jamais a resseca. Ela está além do poder de todas estas coisas”.
“ Como a alma do homem é indestrutível, ela é sempre vitoriosa, e por isso não deve lamentar-se jamais.
“Que o teu objetivo seja tua ação, e nunca a recompensa dela”.


Paulo Coelho


Arquivo do blog